Saiba qual a temperatura ideal para cada vinho
Cozinha GourmetGuia do Vinho

Saiba qual a temperatura ideal para cada tipo de vinho

Cada tipo de vinho pede uma temperatura diferente. Conheça algumas dicas para sempre acertar!

Na hora de apreciar um bom vinho, alguns fatores como o método onde ele é guardado e a quantidade de iluminação, são muito importantes de se atentar. Entretanto, a temperatura é um dos elementos principais e que influenciam diretamente no sabor e aroma de cada tipo de vinho. Por isso, confira algumas dicas para não errar na hora de servir seus vinhos!

Qual é a temperatura certa?

Isso varia muito entre cada tipo de vinho. Os vinhos tintos, por exemplo, podem ser servidos em temperatura ambiente, assim seu sabor não é tão modificado. Já alguns modelos mais encorpados, pedem temperaturas mais altas (mas nunca acima de 18 °C). Vinhos brancos e rosés devem sim, ser servidos bem frios.

Veja abaixo uma média de temperatura para cada tipo de vinho:

Espumantes: 6°C a 8°C
Brancos leves e frescos: 8°C a 10°C
Brancos encorpados, mais complexos ou que tenham passagem por barrica: 10°C a 12°C
Rosés: 10°C a 12°C
Tintos leves: 14°C a 16°C
Tintos encorpados e envelhecidos: 16°C a 18°C

Como acertar na temperatura?

O ideal para atingir a temperatura ideal para cada vinho, é contar com uma adega climatizada. Já mostramos aqui no blog, os diferentes tipos de adega e as vantagens de cada uma. Além de vários modelos serem bem compactos, eles ainda permitem que você controle a temperatura interna, de acordo com a sua preferência.

Entretanto, se você não possui uma adega em casa, isso não é motivo para deixar de saborear seus vinhos favoritos. Para os vinhos brancos, rosés e espumantes, deixe por no mínimo 2 horas na geladeira antes de consumir. Se precisar gelar com urgência, uma dica é colocar a garrafa em um balde com gelo e um pouquinho de sal e álcool.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a temperatura ideal, vai poder apreciar muito mais o aroma e o sabor dos seus vinhos.

Referência: Revista Marie Claire

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *